Arregou: PT apaga post que criticava Otan e a ‘política de agressão’ dos EUA à Rússia

Arregou: PT apaga post que criticava Otan e a ‘política de agressão’ dos EUA à Rússia

Legenda falou ainda em ‘imperialismo’

Em publicação na conta oficial do PT no Senado no Twitter nesta quinta-feira, 24, o partido responsabilizou os Estados Unidos pelos ataques da Rússia à Ucrânia. O perfil da sigla criticou “a política de longo prazo dos americanos de agressão a Moscou” e a “expansão da Otan em direção às fronteiras russas”.

“Essa política imperialista produziu o quadro geopolítico que explica o atual conflito na Ucrânia”, justificou o PT. “Tal conflito, frise-se, é basicamente um conflito entre os EUA e a Rússia. Os EUA não aceitam uma Rússia forte e uma China que tende a superá-los economicamente”, acrescentou a legenda.

Adiante, o PT fez leves críticas à Rússia. “A aposta recente da Rússia na guerra, ainda que parcial e com objetivos meramente militares, também agride o Direito Internacional Público e o sistema de segurança coletiva cristalizado na ONU”, informou o partido. “Por isso, o PT no Senado lamenta e condena essa aposta temerária na guerra.” Depois da publicação, o partido apagou o post.

Novo posicionamento do PT sobre o conflito entre Ucrânia e Rússia

A legenda publicou posteriormente uma nota oficial da presidente da legenda, Gleisi Hoffmann:

“O Partido dos Trabalhadores sempre defendeu que as relações internacionais sejam pautadas pelo respeito à autodeterminação dos povos e no diálogo democrático entre países, visando a construção da paz, progresso e justiça social para todos.

A resolução de conflitos de interesses na política internacional deve ser buscada sempre por meio do diálogo e não da força, seja militar, econômica ou de qualquer outra forma.

Neste momento, entendemos que a solução do contencioso entre Rússia e Ucrânia deve se dar de forma pacífica, utilizando todas as possibilidades de mediação em fóruns multilaterais.”




Leia também:

Terra Brasil Notícias