Hackers norte-coreanos roubaram US$ 400 milhões em criptomoedas em 2021

Hackers norte-coreanos roubaram US$ 400 milhões em criptomoedas em 2021

Hackers norte-coreanos roubaram cerca de US$ 400 milhões em criptomoedas por meio de ataques cibernéticos em lojas de moedas digitais no ano passado, disse a plataforma de dados blockchain Chainalysis nesta quinta-feira (13).

Pyongyang está sob várias sanções internacionais por causa de sua bomba atômica e desenvolvimento de mísseis balísticos, mas analistas dizem que o Norte também construiu suas capacidades cibernéticas com um exército de milhares de hackers bem treinados que extraem fundos para financiar os programas de armas do Estado.

Em 2021, os hackers lançaram sete ataques a plataformas de criptomoedas, extraindo ativos de “carteiras ‘quentes’ conectadas à Internet” e movendo-os para contas controladas pela Coreia do Norte, de acordo com a Chainalysis.

“Uma vez que a Coreia do Norte ganhou a custódia dos fundos, eles começaram um processo de lavagem cuidadoso para encobrir e sacar”, disse Chainalysis em um relatório publicado em seu site.

“Essas táticas e técnicas complexas levaram muitos pesquisadores de segurança a caracterizar os atores cibernéticos da República Popular Democrática da Coreia (RPDC) como ameaças persistentes avançadas”.

A reportagem destacou a ascensão do Lazarus Group, que ganhou notoriedade em 2014 quando foi acusado de invadir a Sony Pictures Entertainment como vingança por “The Interview”, um filme satírico que zombou do líder Kim Jong Un.

Leia também:

Terra Brasil Notícias