‘Ação contra Fundão Eleitoral busca criminalizar a política’, critica Arthur Lira

‘Ação contra Fundão Eleitoral busca criminalizar a política’, critica Arthur Lira

Ao Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a ação do Novo que questiona o Fundão Eleitoral busca “criminalizar a política”. 

Lira nega, em parecer enviado à Corte, irregularidades na proposta, que estabelece R$ 4,9 bilhões para bancar as eleições deste ano.

“O discurso articulado pelo requerente está mais em linha com tendência hodierna de judicializar e criminalizar a política, em que uma minoria parlamentar tenta instrumentalizar o Poder Judiciário como instância de revisão de mérito de decisões políticas legítimas do Poder Legislativo”, disse Lira.

O parlamentar afirma que o Congresso “dimensionou as necessidades de financiamento para a campanha eleitoral”deste ano ao aprovar o valor do Fundão e diz que o Legislativo seguiu “no exercício regular de seu poder de deliberação”.




Leia também:

Terra Brasil Notícias