USP demite professor por 8 denúncias de assédio sexual

USP demite professor por 8 denúncias de assédio sexual

Um professor da Escola Superior de Agricultura da Universidade de São Paulo (USP) foi demitido por “reiteradas práticas de assédio sexual e moral” contra alunas.

A universidade acatou a recomendação da comissão processante, que apurava as denúncias desde 2019.

Oito pós-graduandas, todas orientandas ou ex-orientandas do professor, acusam o docente Cláudio Lima de Aguiar de condutas abusivas. Os depoimentos são ricos em detalhes, segundo a Associação de Docentes da USP (Adusp).

A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Estado no último dia 22. A USP confirmou a demissão do docente de seus quadros ao jornal O Estado de S. Paulo.

O docente era professor no Campus de Piracicaba, no interior de São Paulo.

Conforme a Adusp, os abusos remontam a 2016 e estão relatados de forma minuciosa em depoimentos que descrevem “condutas sistemáticas de assédio sexual, constrangimentos, xingamentos machistas, homofóbicos, humilhações públicas e abusos de poder”.

Créditos: Revista Oeste.




Leia também:

Terra Brasil Notícias