Kassio Nunes cancela punição e afastamento de cargo de promotor que investigou Gilmar Mendes

Kassio Nunes cancela punição e afastamento de cargo de promotor que investigou Gilmar Mendes

Na semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Kassio Nunes Marques, suspendeu a punição ao promotor que investigou seu colega de tribunal, Gilmar Mendes. 

Ele decidiu impedir que o promotor Daniel Zappia ficasse 45 dias afastado do cargo, sem receber salário, depois de ser punido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Segundo Kassio, não é possível aplicar a pena ao promotor antes de ser analisado seu recurso contra a condenação.

O promotor abriu um inquérito civil público para apurar se Gilmar se beneficiou financeiramente da estatização da União de Ensino Superior de Diamantino (Uned), em Mato Groso. 

A faculdade pertencia à família do magistrado e foi vendida ao governo de Mato Grosso, à época comandando por Silval Barbosa (MDB). 

A apuração acabou sendo suspensa pela Justiça local. Enquanto Zappia aguardava o desfecho, a defesa de Gilmar Mendes denunciou-o ao CNMP argumentando “sanha inquisitorial”.




Leia também:

Terra Brasil Notícias