Enquanto a OMS pede para não haver festas de fim de ano, Rio libera Carnaval: “samba no pé e o resto se lasque”

Enquanto a OMS pede para não haver festas de fim de ano, Rio libera Carnaval: “samba no pé e o resto se lasque”

Enquanto Tedros Adhanom pede para que os países não façam festejos de fim de ano, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, liberou geral, o prefeito que gosta de roda de samba quer samba no pé e o povo que se lasque, uma irresponsabilidade que ele quer compensar com a vacinação de crianças compulsoriamente, o Rio de Janeiro tem um problema político que a população precisa resolver através do voto.

As eleições em 2022 vão dar a chance dos cariocas decidirem melhorar seu plantel de políticos que envergonham o estado e o país há anos, Eduardo Paes foi eleito por falta de opção e um governo desastroso de Witzel. Que Deus tenha piedade do povo dessa estado maravilhoso, bonito e de pessoas maravilhosas e muito simpáticas.

Junior Melo (advogado e jornalista)




Leia também:

Terra Brasil Notícias