Diretor-geral da OMS diz que 2022 pode marcar o fim da pandemia

Diretor-geral da OMS diz que 2022 pode marcar o fim da pandemia

Nesta quinta-feira (30), o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, divulgou uma mensagem de fim de ano esperançosa. Em uma rede social, Tedros disse  que o mundo tem ‘as ferramentas’ para acabar com a pandemia, mas que isso só será possível com a distribuição igualitária de vacinas.

“Depois de dois anos, agora conhecemos bem esse vírus. Conhecemos as medidas comprovadas de controle da transmissão: uso de máscara, evitar aglomerações, manter o distanciamento físico, praticar a higiene das mãos e respiratórias, abrir janelas para ventilação, testar e rastrear os contatos. Sabemos como tratar a doença e aumentar as chances de sobrevivência de pessoas. Com todos esses aprendizados e capacidades, a oportunidade de reverter esta pandemia para sempre está ao nosso alcance”, afirmou o diretor da OMS.

“Nós estamos vendo países conduzirem programas de reforço de vacinação enquanto somente metade dos países-membros da OMS conseguiu atingir a meta de ao menos 40% de sua população vacinada ao final de 2021, isso por causa da distribuição desigual. Essa diferença também pode ser percebida no fato de que, um ano após as primeiras doses terem sido aplicadas, 3 em cada 4 trabalhadores da saúde na África continuam sem ter sido vacinados”, continuou.

“Se acabarmos com a desigualdade, acabaremos com a pandemia e com o pesadelo global que todos vivemos. E isso é possível”, acrescentou Tedros Adhanom.




Leia também:

Terra Brasil Notícias