Colegas tentam manter Bezerra líder; Marcos Rogério e Carlos Viana são opções

Colegas tentam manter Bezerra líder; Marcos Rogério e Carlos Viana são opções

Senadores próximos a Fernando Bezerra (MDB-PE) tentam convencê-lo a desistir de deixar o cargo de líder do Governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Terão conversas com o congressista ao longo desta 4ª feira (15.dez.2021).

Argumentam que a derrota pela vaga do Senado no TCU (Tribunal de Contas da União) não interfere na imagem do senador como articulador do Planalto. Caso não consigam, Carlos Viana (PSD-MG) e Marcos Rogério (DEM-RO) seriam nomes viáveis.

Bezerra entregou o cargo nesta 4ª feira. O senador concorreu na 3ª feira (14.dez) à indicação do Senado para uma vaga no TCU, mas só conseguiu 7 votos do total de 78 possíveis.

Antonio Anastasia (PSD-MG), apoiado por Rodrigo Pacheco (PSD-MG), obteve 52 votos e a senadora Katia Abreu (PP-TO), apoiada por Ciro Nogueira (Casa Civil), teve 19.

Segundo informações do portal de notícias Poder 360, até o fim da manhã de ontem (14), Bezerra acreditava ter os votos para vencer, mas o grupo de Rodrigo Pacheco saiu a campo e conseguiu virar os votos que já estavam prometidos a outros candidatos. A derrota motivou a decisão de entregar o cargo de líder.

Leia a íntegra da divulgada pela assessoria de Bezerra:

“Nota à imprensa

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) entregou nesta manhã o cargo de líder do governo no Senado. O pedido foi formalizado ao presidente Jair Bolsonaro a quem o senador agradece a confiança no exercício da função.”

Créditos: Poder 360.




Leia também:

Terra Brasil Notícias