Afeganistão: Famílias vendem filhos para sobreviver

Afeganistão: Famílias vendem filhos para sobreviver

A população do Afeganistão está em sérias dificuldades. Com uma crise econômica que já dura décadas, atingido pela estiagem e com o Talibã de volta ao poder em meados de agosto, o país parece estar longe do fim do túnel.

As dificuldades financeiras têm forçado famílias a venderem seus filhos, com a finalidade de adquirir alimentos e pagar dívidas. À agência de notícias Deutsche Welle, um homem chamado Mohammad Ibrahim narrou seu drama.

Morador da capital afegã, Cabul, ele disse que precisou “se desfazer” da filha de 7 anos para quitar pendências com um milionário. O ricaço vinha ameaçando queimar a casa de Mohammad com a família dentro.

“Aceitei oferecer a minha filha em troca de 65 mil afeganes — cerca de € 620, ou aproximadamente R$ 4 mil”, disse Mohammad à agência. “É difícil oferecer sua filha por dívidas. Não tínhamos mais nada a oferecer.”

Gul Ahmad, pai de uma jovem chamada Najeeba, também afirmou à Deutsche Welle que não vê outra alternativa a não ser vender suas outras filhas para conseguir pagar as contas.

“Não tenho outra opção e, se formos abandonados, serei forçado a vender minhas outras filhas por 50, 30 ou até mesmo 20.000 afeganes”, desabafou, na entrevista. As informações são da Revista Oeste.




Leia também:

Terra Brasil Notícias