“Voltando o setor de serviços e turismo, o Brasil está condenado a crescer”, diz Guedes

“Voltando o setor de serviços e turismo, o Brasil está condenado a crescer”, diz Guedes

Nesta terça-feira (30), o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que está “vendo as pessoas perdendo a sensatez, formação de bolhas de ódio”. Ele ressaltou que a economia brasileira está crescendo a 5,3%, 5,4% neste ano.

A declaração foi feita durante evento da construção civil, promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

“Voltando o setor de serviços e turismo, o Brasil está condenado a crescer”, disse.

Guedes ressaltou ainda que a recuperação econômica virá pelo setor privado e que plano é transformar a economia brasileira em uma grande economia do mercado.

“Tem centenas de recursos no mundo inteiro querendo entrar no Brasil, mas temos que pacificar”, contou. Na avaliação do ministro, esse “clima de tiro e bomba não é produtivo para nós”.

Guedes disse que discutirá com o setor de construção alongar os contratos imobiliários para “caber as prestações” na renda.

E afirmou ainda que a inflação subiu no mundo inteiro. “Era zero nos EUA foi para 6%, aqui era 4% e foi para 10%”. “O BC independente é o gato para caçar esse rato [inflação]”, ressaltou o ministro.

Ainda sobre alta nos preços, Guedes afirmou que o atual processo inflacionário é do tipo “chato”, decorrente de choque de oferta, e vai desacelerar a economia. Por isso, o Brasil não vai crescer em 2022 perto de 5%, como este ano. No entanto, não entrará em recessão, como têm estimado algumas instituições financeiras, disse o ministro.

“Eu sou do tempo que era na base da machadada”, disse, ao falar no manejo dos juros para combater a inflação e no controle do câmbio. O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, é de outra geração.

“Agora é outra metodologia de combate”, disse. Existe o sistema de metas de inflação e toda uma comunicação do Banco Central com o mercado para não fazer movimentos bruscos.

“Leva um tempo para funcionar”, disse. Hoje, a taxa de inflação está acima da dos juros, disse. Mas, quando o juro real estiver atuando novamente, “a coisa começa a amainar de novo”.

Guedes disse que Campos Neto é um “excelente” banqueiro central e está fazendo uma “revolução” na tecnologia, com o uso do Pix e as fintechs, que estão aumentando a concorrência.

Créditos: Gazeta Brasil.




Leia também:

Terra Brasil Notícias