Não há eleições livres na Venezuela, afirma Guaidó

Não há eleições livres na Venezuela, afirma Guaidó

Líder da oposição concedeu entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan

O líder da oposição na Venezuela, Juan Guaidó, disse nesta quarta-feira, 24, que não há eleições livres em seu país. “Na disputa eleitoral do último domingo, houve a ratificação do que já sabíamos: Nicolás Maduro é um ditador”, afirmou, em entrevista concedida ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan.

O chavismo conquistou uma vitória expressiva nas eleições regionais. De acordo com as autoridades eleitorais, 20 de 23 governadores são apoiadores do ditador socialista. A oposição, que voltou a participar de eleições depois de três anos, venceu em apenas três Estados.

O líder venezuelano disse que a oposição está unida desde 2012, buscando atuar efetivamente no processo político. “Conseguimos aumentar o número de parlamentares, fortalecendo nossa participação”, salientou. “Maduro dificulta esse processo ao reprimir manifestações democráticas.”

Para Guaidó, a ditadura chavista seguirá vigorando no país enquanto os meios de ação política violentos continuarem a ser utilizados. “Maduro mantém o poder de maneira ilegítima e brutal, assinando e perseguindo opositores”, observou. “Estamos procurando uma solução para lidar com isso.”

As declarações do líder da oposição venezuelana foram traduzidas simultaneamente pela cientista política Maria Eugênia Assis.

Leia também:

Terra Brasil Notícias