Meta pretende criptografar Facebook e Instagram em 2023

Meta pretende criptografar Facebook e Instagram em 2023

Antigone Davis, chefe global de segurança da Meta, dona do Facebook e Instagram, disse que a adoção mundial da criptografia em mensagens dos aplicativos não deve ser feita antes de 2023. A declaração foi feita em um texto publicado no jornal britânico The Telegraph, no sábado (20).

Com a criptografia de ponta a ponta, só o remetente e o destinatário da mensagem podem acessar seu conteúdo. O WhatsApp, aplicativo que integra o Meta, já usa o recurso. Em agosto, a empresa anunciou que estendeu a função de criptografia de ponta a ponta da para chamadas de voz e vídeo no Messenger.

Há um debate sobre a criptografia nos aplicativos. A adoção poderia dificultar o trabalho de autoridades policiais e judiciárias em casos como a investigação de abuso infantil, por exemplo. Para Davis, as pessoas não deveriam ter que escolher entre privacidade e segurança. “É por isso que estamos incorporando fortes medidas de segurança em nossos planos e envolvendo especialistas, sociedade civil e governos para garantir que acertemos.”.

Segundo Davis, a gigante de tecnologia planeja ferramentas que possam detectar atividade suspeita, impor restrições a contas de jovens com menos de 18 anos, filtros que permitem ao usuário escolher quem pode mandar mensagens e incentivo a denúncias contra perfis criminosos.

“Mesmo com bilhões de pessoas já se beneficiando da criptografia de ponta a ponta, há mais dados do que nunca que a polícia pode usar para investigar e processar criminosos, incluindo números de telefone, endereços de e-mail e dados de localização. No inquérito anual mais recente da Europol às autoridades policiais e judiciais, 85% dos inquiridos afirmaram que este era o tipo de dados mais frequentemente necessário nas investigações”, disse.

Mesmo com o uso da criptografia, diz Davis, a empresa seria capaz de fornecer informações importantes às autoridades. “Embora nenhum sistema seja perfeito, isso mostra que podemos continuar a deter os criminosos e apoiar a aplicação da lei.”

Créditos: Poder 360.

Leia também:

Terra Brasil Notícias