Estudo associa casos graves de covid ao desgaste do sistema imune

Estudo associa casos graves de covid ao desgaste do sistema imune

Pesquisa também ajuda a entender casos de reinfecção pela doença

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro e outras instituições, mostra que casos graves de covid-19 estão associados a um processo de envelhecimento do sistema imunológico e imunodeficiência aguda. O artigo foi publicado nesta quarta-feira, 24, no Journal of Infectious Diseases, da Sociedade Americana de Infectologia.

Os pesquisadores detectaram sinais de hiperatividade, exaustão e envelhecimento de células de defesa conhecidas como linfócitos T auxiliares, em pacientes hospitalizados pela doença. Essas células são responsáveis por reconhecer as proteínas do vírus e ativar o organismo a produzir anticorpos. Com o desgaste, elas perdem a capacidade de se multiplicar e liderar essa resposta, explicam os pesquisadores.

Apesar de a pesquisa ter detectado o envelhecimento dos linfócitos T auxiliares, as conclusões não permitem apontar possíveis prejuízos para o sistema imunológico dos pacientes no longo prazo.

Casos de reinfecção por covid

Além disso, a queda na imunidade deixaria os indivíduos mais suscetíveis a contrair infecções hospitalares e ajuda a explicar casos de reinfecção por covid-19 em uma frequência maior do que era esperado por cientistas.

estudo realizado pela Fiocruz comparou amostras de sangue de 22 pacientes hospitalizados com casos graves de covid com amostras de pessoas saudáveis.

Leia também:

Terra Brasil Notícias