Grupo de advogados no RN tenta quebrar a barreira de grupos que se perpetuam na direção da OAB

Grupo de advogados no RN tenta quebrar a barreira de grupos que se perpetuam na direção da OAB

Um grupo de advogados do RN tenta um movimento para quebrar a perpetuação na direção da OAB no RN, grupos que se revezam na direção da ordem dos advogados do estado tem sentido uma forte rejeição, principalmente nas pesquisas realizadas onde sempre o número de indecisos tem se destacado.

Hoje estão postas 3 pré-candidaturas, uma delas é a da advogada Elisangela Fernandes que é atualmente conselheira estadual e defende uma bandeira do progressismo e como umas destas lutas levantadas é a defesa de minorias como a LGBTQIA+, em conversa com o Terra Brasil ela preza pela pluralidade de ideias na Ordem.

Uma segunda opção seria a da procuradora do RN, Magna Letícia, muito conceituada no meio jurídico tem como maior entrave a falta de conhecimento do dia-a-dia da advocacia militante, as dificuldades que enfrenta a categoria principalmente nos fóruns e repartições, uma vantagem é que tem o apoio da vice-presidente atual da ordem, Dra Hossana.

A chapa que tem Aldo Medeiros, atual presidente da OAB/RN, conta com o apoio de quem já está dentro do sistema e de alguns que querem entrar, o problema é espaço para acomodar tanta gente, outro problema enfrentado pela chapa de Aldo é que sua gestão é tida por muitos como apática e que teve pouca defesa das prerrogativas dos advogados, outra dificuldade é de ter uma certa proximidade com Felipe Santa Cruz que é visto com maus olhos por 80% da advocacia, Santa Cruz é acusado de transformar a Ordem em um puxadinho de um partido de esquerda e usa a instituição para advogar em causa própria.

O grupo de advogados tem encontro marcado em Natal nessa quinta-feira onde decidirão uma possível quarta via ou um espaço para que possam trabalhar uma OAB suprapartidádia, sem viés político e que fortaleça a categoria, além de rever políticas de incentivo à nova advocacia que não tem praticamente tido uma ajuda para enfrentar um mercado de trabalho super competitivo com mais de 1 milhão de advogados.

O Dr Fernando Pinto, conselheiro federal, vem puxando esse “bonde” com a ajuda de alguns advogados militantes como o Dr Junior Melo de Mossoró e a advogada Dina Perez que representa a mulher advogada que hoje tem mais da metade dos inscritos na ordem, outro ponto de convergência é que muitos desse novo grupo brigam para que se diminua a política ideológica na ordem e que o advogado seja o ponto central de defesa da OAB.

O Advogado Fernando pinto, afirma que é inerente a advocacia a defesa dos desiguais, que essa luta tem que ser travada todo dia, da defesa dos direitos humanos que tem sido uma luta travada desde de os primórdios da ordem, sem deixar de lado luta por melhores condições do advogado: “temos que ter um grupo que brigue pela a agilidade de expedições de alvarás que tem sido um calo da advocacia em geral”.

Outros nomes que toparam sentar para discutir as eleições da ordem estão o advogado e ex-vereador Cícero Martins, o advogado Deivison Gurgel, Gladstone Heronildes entre outras pratas da casa com experiência para tentar resgatar a preponderância de outrora exercida pela advocacia que era tida como verdadeiro sacerdócio.

Leia também:

Terra Brasil Notícias