Roberto Jefferson é condenado pela justiça a pagar R$ 300 mil por fala sobre Eduardo Leite

Roberto Jefferson é condenado pela justiça a pagar R$ 300 mil por fala sobre Eduardo Leite

Após declarações consideradas homofóbicas sobre o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), o ex-deputado e presidente do PTB Roberto Jefferson foi condenado pagar R$ 300 mil. A decisão é do juiz Ramiro Oliveira Cardoso, da 16ª Vara Cível do Foro Central de Porto Alegre (RS), mas ainda cabe recurso.

Segundo a decisão, o presidente do PTB praticou e incitou o preconceito contra homossexuais em duas ocasiões em março deste ano, ao usar as expressões “chá de rola” e “coisa de viado”, criticando Leite por medidas de enfrentamento à pandemia.

Na avaliação do magistrado, Roberto Jefferson “induziu e incitou discriminação e preconceito de orientação sexual ao associar à suposta condição de homossexual do governador do estado qualidades negativas”.

Leia também:

Terra Brasil Notícias