‘É hipocrisia feministas se calarem após agressão de Zé de Abreu’, diz Tabata Amaral

‘É hipocrisia feministas se calarem após agressão de Zé de Abreu’, diz Tabata Amaral

A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) chamou de ‘hipocrisia feministas’ o silêncio de lideranças de esquerda que fazem ativismo contra violência contra mulheres. A declaração ocorreu em razão de um compartilhamento feito pelo ator José de Abreu, que dizia “se encontro na rua, soco até ser preso”. A informação é da Gazeta Brasil.

 “O intuito dessas mensagens de ódio e ameaças tão violentas e agressivas é fazer com que eu tenha medo e deixe de defender aquilo que eu acredito. Me indigna ver que moramos em um país onde se tolera que uma pessoa com meio milhão de seguidores propague uma ameaça de agressão física a uma mulher, independentemente de quem seja. E com a tentativa de silenciá-la, no meu caso, por eu ser uma pessoa que atua politicamente”, disse a congressista em em entrevista à revista Veja.

Ao ser questionada sobre solidariedade de movimentos feministas, Tabata Amaram respondeu:

“Primeiro, estou tomando todas as ações judiciais cabíveis contra este ator. No caso das demonstrações de solidariedade, fico triste por ver que pessoas que se apresentam como feministas e que dizem lutar contra o machismo e a violência de gênero se calaram completamente, seja porque não gostam de mim seja porque gostam do Zé de Abreu. Isso é muita hipocrisia”.

Leia também:

Terra Brasil Notícias