CPI da Covid deve entrar com ação no STF se a PGR arquivar o relatório final

CPI da Covid deve entrar com ação no STF se a PGR arquivar o relatório final

Conhecido como “G7“, o grupo majoritário de integrantes da CPI da Covid, analisa entrar com uma ação penal subsidiária no Supremo Tribunal Federal (STF) se a Procuradoria-Geral da República decidir pelo arquivamento do relatório final do colegiado. A estratégia também vai valer caso a PGR não tome nenhuma atitude em relação ao relatório.

O relatório final do relator Renan Calheiros irá propor o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por alguns crimes, entre eles o de prevaricação.

“A CPI vai aprovar um relatório robusto, ela não vai acabar em pizza e precisa ter consequências. Se o procurador-geral decidir não agir ou arquivar o nosso relatório, vamos entrar com uma ação penal subsidiária no STF para que ele decida se vai abrir inquérito contra autoridades com foro privilegiado, como o presidente da República”, disse  o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) à GloboNews.

Leia também:

Terra Brasil Notícias