CNMP forma maioria para suspender promotor que investigou Gilmar Mendes

CNMP forma maioria para suspender promotor que investigou Gilmar Mendes

Nesta terça-feira (14), o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) formou maioria para punir o promotor de Justiça mato-grossense Daniel Balan Zappia com uma suspensão de 45 dias.

Zappia foi acusado de assédio processual por ajuizar ações contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e familiares do magistrado.

Gilmar havia apresentado uma reclamação disciplinar contra Zappia. Ele é um dos promotores que conduziram apurações envolvendo denúncias do uso ilegal de agrotóxico em terras de propriedade do ministro. 

Zappia também investigou supostas irregularidades na estatização de uma universidade privada que pertencia à irmã do ministro. 

Leia também:

Terra Brasil Notícias