Bolsonaro em live: Sempre disse que jogaria dentro das ‘quatro linhas’

Bolsonaro em live: Sempre disse que jogaria dentro das ‘quatro linhas’

O presidente Jair Bolsonaro promoveu uma live nesta quinta-feira, 9, para agradecer aos brasileiros que se manifestaram no último 7 de Setembro. Os atos foram registrados em pelo menos 16 capitais. As maiores manifestações ocorreram na Esplanada dos Ministérios, em Brasília; na Avenida Paulista, em São Paulo; e na Avenida Atlântica, na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Manifestações

“Sentimos, claramente, os motivos que fizeram o povo ir às ruas”, declarou o chefe do Executivo federal, na abertura da transmissão ao vivo. “A população foi às manifestações para lutar por liberdade de expressão, por transparência no processo eleitoral. Muitos lutaram pela obediência à Constituição, dizendo que todos tinham de se curvar às leis, sem exceção — seja o presidente da República, seja um simples trabalhador.” As informações são da Revista Oeste.

Liberdade de imprensa

Bolsonaro criticou a cobertura jornalística de setores da imprensa brasileira sobre as manifestações do 7 de Setembro, mas ressaltou a importância da liberdade de expressão. “Gostaria que a Globo fosse um veículo de comunicação em que as pessoas acreditassem, mas infelizmente isso não acontece”, afirmou. “Ainda assim, no que depender de mim, não haverá controle social da mídia, como Lula disse dias atrás.”

Respeito à Constituição

O presidente da República reafirmou a intenção de respeitar, sem ressalvas, a legislação brasileira. “Sempre disse que jogaria dentro das ‘quatro linhas’ da Constituição Federal de 1988, embora alguns se irritem com isso”, disse. “Querem que eu saia escalpelando os outros, fechando instituições, prendendo, atirando. Reconheço a chateação das pessoas com a situação vivenciada no Brasil, mas as coisas não funcionam assim.”

Conversa com Michel Temer

Bolsonaro ainda comentou a “Declaração à Nação”, escrita na tarde desta quinta-feira. “Telefonei, ontem à noite, para o ex-presidente Michel Temer, e voltei a falar com ele hoje de manhã. Ele veio a Brasília, colaborou com algumas partes da nota”, explicou.

Leia também:

Terra Brasil Notícias