Rodrigo Pacheco é pressionado a se posicionar sobre prisão de Roberto Jefferson

Rodrigo Pacheco é pressionado a se posicionar sobre prisão de Roberto Jefferson

A possibilidade de o Senado instalar uma CPI para apurar possíveis irregularidades no Poder Judiciário retornou aos debates das redes sociais, após a prisão do ex-deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson, decretada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal(STF), informa Gazeta Brasil.

Políticos da base do governo e aliados de Jair Bolsonaro, cobram do  presidente do Senado, Rodrigo Pacheco(DEM-MG) um posicionamento.

“E aí, Rodrigo Pacheco (@rpsenador  )? Dentro das quatro linhas, cabe a você. O País espera coragem e desassombro de quem ocupa sua posição. Vai sair da inércia?”, escreveu em rede social o deputado federal Major Vitor Hugo (PSL-GO), que é líder do PSL na Câmara.

“Rodrigo Pacheco é uma nulidade!”, disse o deputado estado Gil Diniz.

“Rodrigo Pacheco sentou em cima de 3 milhões de assinaturas . PARABÉNS RODRIGO PACHECO PELA SUA COVARDIA!”, escreveu uma internauta.

“Se o medo do senhor é ser taxado de bolsonarista para frear o STF, saiba ué juristas de esquerda também estão dizendo que o que o STF fez é inconstitucional. Essa prisão furou a bolha. É só o senhor querer tomar uma atitude, mas aí fica a pergunta: Rodrigo Pacheco, vc quer?”, disse outra internauta.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifestou contra a prisão do presidente do PTB, Roberto Jefferson, por compreender que “representaria uma censura prévia à liberdade de expressão, o que é vedado pela Constituição Federal”. 




Leia também:

Terra Brasil Notícias