Eduardo Bolsonaro quer incluir Barroso no inquérito das fake news, entenda

Eduardo Bolsonaro quer incluir Barroso no inquérito das fake news, entenda

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou o seu tempo de fala durante a votação do projeto de lei que permite a privatização dos Correios na Câmara para falar que recolhe assinaturas para a CPI do TSE. São necessárias 171 assinaturas para a criação de uma CPI. 

O deputado usou como base as denúncias de invasão ao sistema feita pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR) em uma entrevista nesta quarta-feira (4). O presidente Bolsonaro citou um relatório da Polícia Federal sobre a invasão ao site do TSE em 2018. Na sessão, Eduardo Bolsonaro falou sobre o relatório: 

“Pelo menos na Eleição de Aperibé o hacker teve acesso ao sistema. O senhor Barroso sabia disso mas publicamente falava que o sistema é inviolável, ou seja, mentiu. E já que o ministro Barroso pediu para o ministro Alexandre de Moraes para incluir o presidente Bolsonaro no inquérito das Fake News eu fiz um ofício hoje para incluir o ministro Barroso no inquérito das Fake News. Ou será que pau dá em Chico não dá em Francisco?”

O presidente Jair Bolsonaro tem usado a questão do voto impresso e a segurança do sistema eletrônico para atacar o TSE e desacreditar o processo eleitoral brasileiro. O movimento é visto como uma estratégia para facilitar o questionamento a um eventual resultado desfavorável nas próximas eleições. 




Leia também:

Terra Brasil Notícias