Nunes Marques aciona PGR contra colunista da Folha por crimes contra honra

Nunes Marques aciona PGR contra colunista da Folha por crimes contra honra

Instituição investiga se de fato houve ofensas contra o ministro do STF que podem ser qualificadas como calúnia e difamação.

O ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu para a Procuradoria-Geral da República (PGR) abrir duas representações contra o professor e colunista do jornal Folha de S. Paulo, Conrado Hubner, por textos que teriam atingido a honra do próprio Nunes.  A informação é da revista Veja.

Segundo o veículo, a PGR acionou Polícia Federal (PF), que está investigando o caso. A PF vai apurar se há elementos para corroborar a pretensão de elementos de crimes contra a honra.

Em sua coluna no jornal paulistano, Conrado Hubner publicou um texto intitulado “O STF come o pão que o STF amassou”, com ataques ao ministro por liberar cerimônias religiosas em todo o Brasil durante a pandemia.

 “O episódio não se resume a juiz mal-intencionado e chicaneiro que, num gesto calculado para consumar efeitos irreversíveis, driblou o plenário e encomendou milhares de mortes”, diz o trecho do artigo publicado pelo colunista. “Kassio sujou as mãos do STF na cadeia causal do morticínio. Mas as mãos do STF não estavam limpas. A chicana é hábito compartilhado”, acrescenta o professor.

Leia também:

Terra Brasil Notícias