Livros religiosos são queimados publicamente na China: “Para educar massas”

Livros religiosos são queimados publicamente na China: “Para educar massas”

Partido Comunista Chinês (PCC) queimou livros religiosos e outros materiais não aprovados pelo governo. No clima festivo pelo aniversário de 100 anos do PCC, as fogueiras públicas acontecem com o objetivo de “educar as massas”.

Para demonstrar como essas cerimônias públicas devem acontecer, o Ministério de Segurança Pública organizou um evento piloto de destruição de livros e DVDs em Kunming, província de Yunnan, no dia 16 de julho.

O propósito do evento era demonstrar como destruir publicamente os materiais religiosos considerados ilegais pelo regime comunista, neste caso vindos do movimento Falun Gong e da Igreja do Deus Todo-Poderoso.

A demonstração aconteceu no Centro Internacional de Convenções e Exposições de Dianchi, no distrito de Guandu, em Kunming, e contou com a presença de autoridades do PCC. 

Leia também:

Terra Brasil Notícias