Em 4 dias que Bolsonaro estava no hospital, a esquerda quis derrubar o voto auditável e aprovou fundo partidário bilionário

Em 4 dias que Bolsonaro estava no hospital, a esquerda quis derrubar o voto auditável e aprovou fundo partidário bilionário

A esquerda viu nos dias que Bolsonaro se afastou da articulação política, uma janela para botar alguns planos em prática, o desespero foi grande para derrubar o voto impresso e aprovar um orçamento bilionário para eles mesmos, tudo isso feito para parecer diferente, o deputado Marcelo Ramos embutiu o pacote generoso na LDO e depois acusou os deputados de direita de votarem no escárnio.

Tudo isso em apenas quatro dias, imagine se a velha política voltar ao poder, com a ânsia de recuperar o tempo perdido de desmandos nos recursos públicos, o Brasil sem o Jair Bolsonaro pode ruir em poucos meses.

Leia também:

Terra Brasil Notícias