Deputado culpa Fátima por mortes da Covid e diz que aliados da governadora estão com “medo” de CPI investigar “consórcio da roubalheira”

Deputado culpa Fátima por mortes da Covid e diz que aliados da governadora estão com “medo” de CPI investigar “consórcio da roubalheira”

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) afirmou nesta terça-feira (20) que a bancada governista na Assembleia Legislativa fez manobras para atrasar a instalação da CPI da Covid-19 porque está com “medo” de a comissão parlamentar de inquérito atingir a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT). O parlamentar disse, ainda, que os aliados da petista obstruíram as votações nas últimas sessões porque têm cargos comissionados no governo, com informações da 98FM de Natal.

Em pronunciamento no plenário da Casa durante a votação desta terça-feira que abriu caminho para início dos trabalhos da comissão, Nelter Queiroz defendeu a abertura da CPI e pediu que a comissão – que terá a maioria de deputados da oposição (três a dois) – mire compras do Consórcio Nordeste, ao qual ele se referiu como “consórcio da roubalheira”.

O emedebista pediu esclarecimentos especialmente para a compra frustrada de respiradores pulmonares em 2020 – que fez o RN ter um prejuízo de quase R$ 5 milhões.

Nelter Queiroz usou o exemplo da compra dos respiradores para culpar Fátima Bezerra por mortes provocadas pela falta de assistência adequada a pacientes com Covid-19. “O que os deputados do governo, que têm apoio de cargos comissionados, de liberação das emendas, têm é que estão com medo de ser atingida a governadora Fátima Bezerra. Na minha opinião, estão muitas pessoas morrendo e a culpada é a governadora Fátima Bezerra”, enfatizou.

O deputado criticou, ainda, o fato de o PT ser favorável à abertura de uma CPI no Senado para apurar ações do governo do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia, mas agir para obstruir os trabalhos da CPI local.

“O povo do Rio Grande do Norte sabe que o PT da governadora Fátima Bezerra é a favor da CPI no Congresso, do Covid (sic), e aqui é contra, para investigar o dinheiro que ela pagou ao consórcio dos governadores, consórcio do golpe, da roubalheira, quase R$ 5 milhões para comprar os aparelhos. O dinheiro foi, os equipamentos não vieram”, acrescentou o parlamentar.

CPI da Covid-19

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta terça-feira resolução que determina instalação da CPI da Covid-19 para o dia 4 de agosto, às 14h, e também dispõe sobre a nomeação de membros, fixação de data para reunião e eleição dos cargos de presidente e vice da CPI, além da designação de relator.

A aprovação aconteceu depois de extenso debate e com abstenções da bancada governista. A data foi sugerida através de requerimento apresentado pelo deputado Kelps Lima (Solidariedade).

Os membros titulares da Comissão Permanente de Investigação que investigará os gastos do governo estadual durante a pandemia de Covid-19 são os deputados Kelps Lima (SDD), Gustavo Carvalho (PSDB), Getúlio Rêgo (DEM), George Soares (PL) e Francisco do PT.

Os deputados Galeno Torquato (PSD), Nelter Queiroz (MDB), Tomba Farias (PSDB), Ubaldo Fernandes (PL) e Isolda Dantas (PT) são os suplentes. A CPI tem prazo de funcionamento de 120 dias, prorrogáveis por mais 60 dias, mediante deliberação do plenário.

Leia também:

Terra Brasil Notícias