Apoio à ditadura cubana derruba Lula em popularidade

Apoio à ditadura cubana derruba Lula em popularidade

O Índice de Popularidade Digital (IDP), medido pela consultoria Quaest com base nas redes sociais, mostra que o ex-presidente Lula (PT) despencou no ranking após defender a ditadura cubana. Em 12 de julho, o petista tinha IDP de 43,18 e, no dia seguinte, após fala crítica aos EUA e favorável à ditadura de Havana, seu índice foi para 29,35. Em 14 de julho, chegou ao piso: 27,48.

Na mesma semana, o presidente Jair Bolsonaro teve uma alta expressiva puxada por sua internação hospitalar. O mandatário tinha IDP na casa de 48 e seguiu em alta até atingir a marca de 73,91 no último sábado, 17. Os dados foram divulgados pelo site do jornal Folha de S.Paulo nesta quinta-feira, 22.




Leia também:

Terra Brasil Notícias