Presos fazem reféns em rebelião, caem no sono e vítimas conseguem fugir

Presos fazem reféns em rebelião, caem no sono e vítimas conseguem fugir

Durante rebelião na Penitenciária Estadual de Ponta Grossa (PEPG), localizada no Paraná, funcionários feitos de refém conseguiram fugir depois que os presos insurgentes começaram a apresentar sinais de sonolência. De acordo com o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), a rebelião teve início na tarde de terça-feira 8 e acabou na madrugada desta quarta 9 por volta das 5h. As informações são do portal G1.

A rebelião foi controlada e um processo será aberto para autuar os envolvidos e investigar o caso. De acordo com o Depen, três presos fizeram reféns quatro funcionários de uma fábrica de sapatos, que funciona no interior da penitenciária. O Bope e a Polícia Militar do Paraná foram enviados ao local para negociar com os presos, que exigiam uma transferência a outro presídio.

O primeiro refém foi liberado por volta de 1h e a rebelião cessou poucas horas depois, às 5, quando os presos apresentaram, segundo o Departamento Penitenciário do Paraná, “fortes sinais de sonolência”, possibilitando que os outros reféns escapassem. Quando os detentos perceberam o que estava acontecendo, chegaram a agredir um dos reféns, que ficou apenas com leves escoriações no pescoço e no rosto. Após a fuga, a ação dos presos foi contida pelos militares.

Leia também:

Terra Brasil Notícias