EUA avaliam vazamento em instalação de energia nuclear chinesa

EUA avaliam vazamento em instalação de energia nuclear chinesa

O governo dos Estados Unidos passou a última semana avaliando um relatório de um vazamento em uma usina nuclear chinesa, depois que uma empresa francesa que a possui e ajuda a operá-la alertou sobre uma “ameaça radiológica iminente”, de acordo com funcionários e documentos americanos revisado pela CNN.

O aviso incluía uma acusação de que a autoridade de segurança chinesa estava aumentando os limites aceitáveis ??para detecção de radiação fora da Usina Nuclear de Taishan, na província de Guangdong, a fim de evitar ter que desligá-la, de acordo com uma carta da empresa francesa enviada ao Departamento de Energia dos EUA, obtida pela CNN.

Apesar da notificação da Framatome, a empresa francesa, a administração Biden acredita que a instalação ainda não está em um “nível de crise”, disse uma das fontes.

Embora as autoridades americanas tenham considerado que a situação não representa atualmente uma grave ameaça à segurança dos trabalhadores da fábrica ou do público chinês, é incomum que uma empresa estrangeira busque ajuda unilateralmente ao governo americano quando seu parceiro estatal chinês ainda está para reconhecer que existe um problema.

Leia também:

Terra Brasil Notícias