Copa América: Argentina confirma participação na competição marcada para o Brasil

Copa América: Argentina confirma participação na competição marcada para o Brasil

Em um comunicado postado no Twitter, a Argentina confirmou hoje que participará da Copa América. A competição teve a sede alterada para o Brasil, o que causou polêmica, devido à pandemia do coronavírus, que segue grave e em risco de uma terceira onda de contaminações.

“A seleção argentina confirma sua participação na Copa América 2021, como reflexo de seu espírito esportivo ao longo de toda a história”, diz o comunicado da AFA (Associação de Futebol Argentino).

“Com um esforço enorme da Associação de Futebol Argentino, que colocou à disposição todas as ferramentas necessárias para poder garantir a cada um os cuidados específicos solicitados neste momento difícil que atravessamos, a seleção nacional viajará ao Brasil para disputar o certame continental. Todo o estafe da equipe trabalhará unido para se sobrepor a essa adversidade que, lamentavelmente, afeta a todos os sul-americanos por igual”, conclui a nota.

Insatisfação com a Copa América

Após a desistência da Argentina, por conta da pandemia da covid-19, e da Colômbia, que vive uma grave crise social, nesta semana, o Brasil foi confirmado como sede improvisada da Copa América, restando menos de 15 dias para a abertura da competição. Depois de um pedido da Conmebol, a CBF recorreu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e o país foi anunciado como novo anfitrião.

Os jogadores da seleção brasileira, insatisfeitos por não terem sido ouvidos nesta decisão, especialmente em um momento de contexto político delicado no país envolvendo a pandemia do coronavírus. O encontro com Caboclo foi realizado na quarta-feira, 02, na Granja Comary, e uma das principais pautas foi a falta de diálogo da entidade com o grupo, além de questões sanitárias. Há uma promessa de manifestação coletiva de todo o grupo sobre o tema após a partida de terça-feira, 08, contra o Paraguai, pelas Eliminatórias.

Além dos atletas brasileiros, jogadores como Aguero, Suárez, Messi, Cavani, Arrascaeta e Matias Viña criticaram a realização da Copa América.

Leia também:

Terra Brasil Notícias