10 mil voluntários desistem de participar das Olimpíadas em Tóquio devido à pandemia

10 mil voluntários desistem de participar das Olimpíadas em Tóquio devido à pandemia

As Olimpíadas, previstas para acontecer a partir do dia 23 de julho deste ano, em Tóquio, tem um futuro incerto por conta da desistência de 10 mil dos 80 mil voluntários que foram recrutados para trabalhar no evento, devido à pandemia.

Programada para receber a Olimpíada e a Paraolimpíada, a capital do Japão se encontra com 161 mil casos ativos de covid-19 e, pelo menos, 10 mil voluntários a menos para colaborar com a realização do evento. A notícia foi confirmada nesta quarta-feira (02/06) pelos organizadores japoneses.

De acordo com o assessor do governo, Shigeru Omi, “não é normal sediar os Jogos na situação atual. É responsabilidade dos organizadores reduzi-la tanto quanto possível e fortalecer o sistema de controle”, declarou Omi nesta quarta-feira (2). A realização do evento também tem sido contrariada por grande parte da população japonesa.

Mesmo os organizadores da Olimpíada de Tóquio e o Comitê Olímpico Internacional (COI) afirmando que estão se comprometendo em organizar os Jogos Olímpicos de forma segura, através de um rigoroso protocolo de higiene, o evento tem sido bastante criticado.

“Não há dúvida de que um dos motivos é a preocupação com as infecções por coronavírus”, reconheceu o presidente-executivo do comitê organizador, Toshiro Muto. As primeiras notícias sobre o assunto foram divulgadas pela emissora pública japonesa NHK.

Leia também:

Terra Brasil Notícias