Lewandowski suspende vacinação prioritária para policiais e professores no Rio

Lewandowski suspende vacinação prioritária para policiais e professores no Rio

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski cassou a decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Rio, Henrique Figueira, que autorizava o governo estadual a priorizar a vacinação de professores e de profissionais da área de segurança.

Lewandowski atendeu a um pedido da Defensoria Pública e do Ministério Público do Rio e restaurou decisão da primeira instância da Justiça estadual que determinara ao governo seguir a ordem de vacinação estabelecida pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19.

O decreto autoriza que tais profissionais fossem vacinados antes da imunização integral de idosos, pessoas com comorbidades, deficiência, população em situação de rua e presos.

Lewandowski determinou, porém, que seja garantida a aplicação da segunda dose aos policias e professores que já tomaram a primeira dose da vacina.

Leia também:

Terra Brasil Notícias