Chacina em escola: “Chegamos lá, uma cena de terror”

Chacina em escola: “Chegamos lá, uma cena de terror”

Gisela Hermann, secretária de Educação de Saudades (SC), esteve na creche invadida na manhã desta terça-feira (4) por um jovem munido de um facão. Três crianças e duas funcionárias foram mortas no ataque. Gisela descreveu o cenário encontrado como “uma cena de terror”.

“Chegamos lá, uma cena de terror. Consegui entrar na escola. Tinha um cara deitado no chão, mas ainda vivo, uma professora morta, uma criança morta também. A sala estava fechada, não deixaram a gente entrar”, afirmou Gisela.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito atacou primeiro uma professora de 30 anos, logo na entrada do prédio. A vítima chegou a tentar correr, porém sem êxito. Ela foi atacada e morta pelo homem. Em seguida, ele se dirigiu a uma sala de aula e desferiu golpes nas crianças presentes. Três crianças morreram; duas ainda no colégio. Todas eram menores de 2 anos. Uma funcionária terceirizada foi levada para um hospital em Chapecó, mas não resistiu.

“A gente se solidariza com todas as famílias. O cara veio para matar mesmo”, declarou a secretária.

Conforme investigação preliminar, a tragédia só não foi maior porque as professoras perceberam o atentado e trancaram as outras salas que tinham aulas no momento. Estima-se que havia um total de 30 crianças na escola.

Leia também:

Terra Brasil Notícias