Gilmar debocha de ministro que defendeu igrejas: “Os bobos ficaram fora da Corte”

Gilmar debocha de ministro que defendeu igrejas: “Os bobos ficaram fora da Corte”

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes insinuou que o advogado-geral da União, André Mendonça, não é qualificado. “Ouvindo a sustentação, parece que Vossa Senhoria veio para o julgamento direto de uma viagem de Marte”, disparou o juiz do STF, na quarta-feira 7, durante a sessão que tratou da reabertura de igrejas.

O plenário retoma o caso hoje — Mendes votou pelo fechamento dos templos. Mendonça aproveitou a sessão de ontem de modo a tecer críticas à decisão do STF que deu aos prefeitos e aos governadores a palavra final sobre as estratégias de enfrentamento da covid-19. “Está havendo um certo delírio. É preciso que cada um de nós assuma a sua responsabilidade.

Não tentemos enganar ninguém. Os bobos ficaram fora da Corte”, acrescentou o magistrado. Em artigo publicado no jornal O Estado de S. Paulo, o jornalista J.R. Guzzo afirma que o STF se prepara “para executar o pior ataque contra a liberdade de religião que o Brasil já sofreu”.

Leia também:

Terra Brasil Notícias