Diretor de presídio se demite após denúncia de privilégios a Jairinho e Monique

Diretor de presídio se demite após denúncia de privilégios a Jairinho e Monique

O diretor da cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, pediu exoneração do cargo após denúncias de que foram concedidas regalias ao vereador Dr. Jairinho e Monique Medeiros durante a passagem do casal pelo presídio. Os dois estão presos temporariamente por suspeita de envolvimento na morte do menino Henry Borel, de 4 anos, filho de Monique e enteado do parlamentar.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Rio, o gestor pediu afastamento por “discordar das denúncias de supostos privilégios”. A Seap informou também que todas as imagens das câmeras de segurança foram encaminhadas ao Ministério Público do Rio.

De acordo com apuração do jornal Extra, a Seap não comentou se há algum sindicância aberta internamente para apurar as denúncias. Fontes da Seap afirmaram que uma análise preliminar das câmeras não indicou qualquer irregularidade.

O presídio José Frederico Marques é a unidade prisional de “triagem” para o sistema carcerário do estado. No local, detentos passam por audiências de custódia e são encaminhados a outros presídios ou libertados. Isto depende da decisão do juiz.

Após a passagem pela cadeia pública, Jairinho foi transferido para o presídio Pedrolino Werling de Oliveira, conhecido como Bangu 8, e Monique, para o Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói.

Pleno News

Leia também:

Terra Brasil Notícias