Ratos infestam áreas residenciais durante o lockdown em Londres

Ratos infestam áreas residenciais durante o lockdown em Londres

É pouco antes do amanhecer em Richmond, na margem sul do rio Tâmisa, e o controlador de pragas Michael Coates está vasculhando as latas de lixo em busca do que normalmente é um inimigo esquivo, ratos.

“Tem algo aqui, com certeza”, diz ele, chutando um recipiente de lixo transbordando. “Os ratos são como pequenas máquinas de sobrevivência, onde quer que você dê acesso seguro ao desperdício de comida, eles continuarão frequentando.”

Os ratos se tornam cada vez mais visível em Londres quanto mais tempo dura o confinamento na Inglaterra.

Além do mais, os animais estão se movimentando pela cidade.

Os controladores de pragas dizem que, como muitos restaurantes e prédios de escritórios no movimentado centro da cidade de Londres permanecem vazios, os ratos são forçados a migrar para áreas residenciais em busca de comida.

As famílias que passam mais tempo em casa – e ali fazem todas as suas refeições – têm produzido mais lixo, e isso está atraindo ratos para habitações suburbanas. Enquanto isso, os comedouros para pássaros, que são sempre abastecidos durante o inverno, estão atraindo os roedores, que se entocam nos quintais.

Exterminadores dizem que os ratos estão migrando para áreas residenciais em busca de comida durante o confinamento.

Leia também:

Terra Brasil Notícias