Câmara apanhou no caso Daniel Silveira por seguir caminho pavimentado pela imprensa e esquerda, mais uma vez câmara recua por pressão da imprensa e esquerda e decide não votar a PEC da imunidade

Câmara apanhou no caso Daniel Silveira por seguir caminho pavimentado pela imprensa e esquerda, mais uma vez câmara recua por pressão da imprensa e esquerda e decide não votar a PEC da imunidade

A câmara recuou em dar uma resposta ao STF no caso da prisão de Daniel Silveira e decide não votar a PEC 03/2021 que endurecia as regras para a prisão de parlamentares, principalmente por suas falas e pensamentos.

A grande imprensa pressionou os parlamentares e a leitura feita por eles é que se fosse a plenário não passaria, principalmente porque os que estavam à frente da PEC optaram por abrandar o texto, isso trouxe descontentamento e perdeu força, o presidente da câmara, Arthur Lira, lamentou o adiamento e prometeu fazer uma nova tentativa nos próximos dias.

Leia também:

Terra Brasil Notícias