Primeiro-ministro da Itália renuncia após críticas por lockdown sem resultados

Primeiro-ministro da Itália renuncia após críticas por lockdown sem resultados

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, entregou renúncia ao presidente do país nesta terça-feira (26). Ele estava no poder desde 2018. 

Conte já havia anunciado que iria apresentar sua renúncia. 

Sergio Mattarella, o presidente, vai conversar com os líderes partidários na quarta-feira para decidir como resolver a crise política. 

A expectativa é que Mattarella entregue a Conte um mandato para formar um novo governo, com mais apoio no parlamento, disseram fontes do governo.

Uma das principais reclamações de Renzi é que Conte tomou decisões sobre a pandemia sem passar pelo Parlamento, com base em relatórios de técnicos que não foram eleitos. 

Conte soube que não tinha mais o apoio no Congresso ao tentar fazer nomeações de seu governo. 

As tentativas de Conte para atrair senadores de centro e independentes aos quadros do governo não tiveram sucesso. 

Anteriormente, parlamentares da própria coalizão do primeiro-ministro alertaram que ele seria derrotado no parlamento esta semana na votação de um relatório sobre o sistema judiciário, o que poderia ser evitado apenas com a sua renúncia. 

Conte resistiu a renunciar até agora por medo de não ser novamente indicado. Em vez disso, tentou atrair senadores que se afastavam com promessas vagas de um novo pacto governamental e possíveis cargos nos ministérios.

Leia também:

Terra Brasil Notícias