Policiais paraguaios são presos acusados de sequestrar casal de brasileiros

Policiais paraguaios são presos acusados de sequestrar casal de brasileiros

Pelo menos quatro policiais que supostamente sequestraram um casal de turistas brasileiros foram presos em Ciudad del Este, no Paraguai e estão sendo investigados pela promotora Estela Mary Ramírez. O sequestro teria ocorrido no município de Torín, departamento de Caaguazú, e nesta capital departamental o pagamento havia sido acordado.

Segundo dados preliminares, os agentes detidos são os sargentos Eladio Giménez, Gustavo Toledo, Osmar Paredes e Julio Díaz.

De acordo com os dados, o casal de brasileiros foi interceptado na terça-feira (19) pela polícia na rota PY02 quando viajavam para o leste para retornar ao Brasil a bordo de uma caminhonete Jeep.

Os agentes solicitaram documentação pessoal às vítimas. Os turistas possuíam apenas um dos documentos exigidos em formato digital e essa situação teria sido utilizada pela tropa para exigir inicialmente 50 mil reais. Os policiais chegaram a ameaçar incriminar os estrangeiros por tráfico de drogas se eles não entregassem o dinheiro, segundo a denúncia.

Como as vítimas não tinham dinheiro, foram privadas de liberdade e passaram a noite na 21ª Delegacia, sem serem notificadas ao Ministério Público.

O casal entrou em contato com seus familiares por telefone para pedir dinheiro e conseguiu arrecadar 25 mil reais. Mas o valor só poderia ser sacado de um banco brasileiro. Então, nesta terça-feira, os sequestrados foram levados por seus sequestradores para Ciudad del Este para que um deles cruzasse a fronteira para pegar o dinheiro.

A mulher foi levada para um táxi para ser transferida para um banco em Foz do Iguaçu, enquanto seu parceiro estava detido pela polícia.

A jovem chegou a retirar o dinheiro do caixa e em desespero caiu no choro e revelou aos guardas que seu namorado havia sido sequestrado, então ela precisava do dinheiro para pagar o resgate.

Os guardas denunciaram o caso aos policiais brasileiros, que por sua vez denunciaram ao Comando Tripartite para que a denúncia chegasse finalmente à promotoria Estela Mary Ramírez. O caso está sendo investigado.

Portal da Cidade Foz

Leia também:

Terra Brasil Notícias