Justiça nega pedido de ex-BBB Thelma para excluir posts de Eduardo Bolsonaro; “Declarações eram verdadeiras”

Justiça nega pedido de ex-BBB Thelma para excluir posts de Eduardo Bolsonaro; “Declarações eram verdadeiras”

A Justiça de São Paulo negou um pedido feito pela ex-BBB e médica Thelma Assis para excluir publicações do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) das redes sociais. A decisão, tomada pela juíza Paula Fernanda Navarro, tratava de postagens em que o parlamentar acusava a médica de hipocrisia por ter gravado uma campanha pelo isolamento social e depois ter se reunido em uma praia com amigas do reality show da Globo.

Na sentença, a magistrada afirmou que não poderia promover a retirada do conteúdo, já que as declarações feitas pelo parlamentar eram verdadeiras. A juíza ainda declarou que “o fato de o réu [Eduardo Bolsonaro] externar essa opinião contrária ao pensamento da autora [Thelma] não é, por si só, passível de controle pelo Poder Judiciário”.

“Ambas as partes envolvidas no litígio são públicas e estão sujeitas a críticas positivas e negativas em suas atividades profissionais, podendo também exercer o direito de defender as suas opiniões, que foi exatamente a atitude da autora”, destacou a juíza.

Além da negativa sobre a exclusão do conteúdo, a magistrada também negou a decretação de segredo de Justiça sobre o processo, alegando que o fato das duas partes serem pessoas públicas não seria motivo suficiente para tal determinação.

Leia também:

Terra Brasil Notícias