Ford chama ex-funcionários para produzir peças de reposição

Ford chama ex-funcionários para produzir peças de reposição

De acordo com informações de sindicatos de metalúrgicos, a Ford iniciou uma convocação na segunda-feira (18) a fim de chamar funcionários das fábricas fechadas a retornarem ao trabalho na produção de peças de reposição. Os profissionais, no entanto, se recusam a voltar até que a multinacional negocie suas indenizações, e elaborem um plano de saída.

O encerramento da produção de veículos da Ford no Brasil deixou cerca de 5 mil desempregados. De acordo com Bonfim, a multinacional ainda não negociou como acontecerá o processo de demissão, tampouco discutiu formalmente com os sindicatos questões de rescisão e indenização.

– Ninguém voltou porque o que a Ford fez foi um tapa na cara, não negociou nada com a gente e pede para a gente retornar ao trabalho? Não dá – diz Bonfim.

Estimativas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese) apontam que a saída da montadora deve ocasionar a perda de 118.864 mil postos de trabalho diretos e indiretos.

Nesse meio tempo, o governo tem avaliado um segundo plano a fim de buscar empresas de outros setores para assumirem as fábricas fechadas da Ford. Segundo Gustavo Ene, secretário do Desenvolvimento de Indústria, Comércio e Serviços do Ministério da Economia, a estratégia pode ser adotada caso concorrentes do setor automotivo não demonstrem interesse.

Leia também:

Terra Brasil Notícias