PGR pediu prisão de Witzel, mas ministro do STJ negou

PGR pediu prisão de Witzel, mas ministro do STJ negou

A Procuradoria-Geral da República chegou a solicitar a prisão de Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro afastado do cargo, mas teve seu pedido negado pelo ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Benedito Gonçalves.

Para o ministro, apenas o afastamento de 180 dias era o suficiente para que pudesse “frear a liderança criminosa” do governador do Rio.

Além de Witzel, a primeira-dama, Helenza Witzel, o vice-governador Cláudio Castro, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT), também foram alvos da operação Tris In Idem.




Leia também:

Terra Brasil Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.