Connect with us

Economia

A ECONOMIA BRASILEIRA DECOLA EM PLENA PANDEMIA E DEIXA O MUNDO IMPRESSIONADO, CONFIRA OS DADOS

Com as ações do Governo Bolsonaro durante a pandemia do novo coronavírus, o Brasil tem conseguido se recuperar financeiramente e até superar o ano de 2019, no quesito economia. Os comércios ficaram quase quatro meses fechados em alguns lugares do país, mas com os incentivos propostos pelo presidente, junto com o ministro da Economia, Paulo Guedes, os índices de produção sofreram elevações nos últimos meses. Esta terça-feira (11) ficou marcada por um dia repleto de conquistas no setor econômico.

BALANÇA COMERCIAL

O último registro da balança comercial brasileira, nessa primeira semana de agosto, apontou um superávit de US$ 2,095 bilhões, que equivale a mais de R$ 11 milhões, e corrente de comércio de US$ 7,596 bilhões. O montante foi equivalente ao resultado de exportações no valor de US$ 4,845 bilhões e importações de US$ 2,751 bilhões. A informação é da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia, divulgada na segunda-feira (10).

CONSUMO DE BENS INDUSTRIAIS

De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Indicador Mensal de Consumo Aparente de Bens Industriais também apresentou elevação neste mês de junho, em comparação ao mês passado, o acréscimo foi de 5,2%.

CRESCIMENTO NA PRODUÇÃO INDUSTRIAL

Para confirmar o crescimento nas demandas, a Pesquisa Industrial Mensal – Regional (PIM) apontou que a cada 15 lugares pesquisados, 14 apresentaram crescimento na produção industrial no mês de junho. O estudo foi divulgado nesta terça pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e apresenta bons resultados apesar da pandemia do novo coronavírus.

MENOR TAXA SELIC DA HISTORIA

O Copom (Comitê de Política Monetária) do BC (Banco Central) decidiu na quarta-feira (5), por unanimidade, cortar os juros básicos da economia brasileira pela nona vez consecutiva. Com a redução de 0,25 ponto percentual, a Selic vai a 2% ao ano e renova o menor patamar da história.

BOLSA DE VALORES

A bolsa de valores de São Paulo (Bovespa) tem atualmente 2,6 milhões de investidores, o que representa uma alta de 60% desde o final do ano passado. A alta veio após o Ibovespa cair de 120 para 60 mil pontos em março.

O momento de ações mais baratas, aliado a um cenário de juros baixos fez muita gente ver uma oportunidade de investir no mercado de renda variável. O resultado é que no primeiro semestre deste ano, a bolsa de valores ganhou um milhão de novos investidores.

A forte recuperação do Ibovespa é considerada uma das mais rápidas da história. No final de junho, o índice teve valorização de 30% na comparação com o registrado no final de março.

5 Comments

5 Comentário

  1. Marcelo Balieiro

    agosto 13, 2020 at 6:52 am

    Gostaria de entender como isso é possível, se nossa moeda esta num tempo sem igual de desvalorização quanto ao dólar e ao euro, onde 1 euro = R$ 6,50???

    • Luís Roberto

      agosto 14, 2020 at 5:41 pm

      Justamente por ter desvalorizado o real, que as exportações aumentaram, visto que os preços dos produtos brasileiros ficaram mais barato no mercado internacional. Já as importações diminuíram devido ao alto preço do dólar, o que torna mais caros os produtos importados. Moeda com grande valorização não significa economia forte, a exemplo do Japão. Isso é economia básica, parabéns ao nosso presidente e principalmente ao ministro Paulo Guedes.

  2. Francisco Sá

    agosto 15, 2020 at 3:47 am

    Nunca comprei nada em site dos EUA nem da China então tanto faz o valor do dólar pra mim e para 95% da população. #FechadoComBolsonaro

  3. odapigo

    agosto 21, 2020 at 1:19 pm

    http://mewkid.net/when-is-xuxlya/ – Amoxicillin Online Buy Amoxicillin rzq.glfd.terrabrasilnoticias.com.eva.dj http://mewkid.net/when-is-xuxlya/

  4. uluipupa

    agosto 21, 2020 at 1:39 pm

    http://mewkid.net/when-is-xuxlya/ – Amoxicillin 500mg Capsules Buy Amoxil tnz.mmhb.terrabrasilnoticias.com.kjh.fa http://mewkid.net/when-is-xuxlya/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Economia